segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Nova rede social educativa chegou ao Brasil e mostrou que social learning está na moda!

Agora os alunos brasileiros podem se juntar a uma rede social educativa Brainly.com.br – um portal que promove a compartilhação de conhecimento e ajuda mútua em estudos escolares.


Social learning, gamificação e apoio à educação - estes são os principais conceitos do Brainly que criando um ambiente de aprendizagem mútua e colaboração possibilita estudo fácil e rápido para os estudantes de ensino fundamental, médio e superior. Graças aos elementos de gamificação como rankings, níveis ou um sistema de atribuição de pontos, Brainly encoraja participação ativa na explicação de questões difíceis, porque os usuários– para serem ajudados – também têm de ajudar os outros. Os fundadores querem mostrar que a escola, lições de casa e estudo podem dar prazer e satisfação pessoal.

Como o Brainly funciona?  

No Brainly.com.br cada usuário depois do cadastro recebe um certo número de pontos que precisa  gastar cada vez que faz uma pergunta no portal. Para ganhar pontos os alunos devem ajudar as outras pessoas, não necessariamente na mesma matéria. Além disso, os melhores alunos recebem pontos adicionais por darem uma resposta clara, completa e com uma boa explicação. Da alta qualidade de todas as respostas cuidam os especialistas – os moderadores (os alunos que se destacaram no serviço, pais e professores). O botão “Obrigado” possibilita agradecimento pessoal e pode ser um início de uma nova amizade que se pode desenvolver através de mensagens privadas. Com esta ideia inovadora de ajuda mútua com os estudos em um ambiente de colaboração e amizade os fundadores querem chegar às crianças de todos os países no mundo. 

Como mostram os primeiros meses, não faltam alunos anciosos para ajudar os outros – para a maioria dos usuários a caça de uma pergunta à qual querem dar a melhor resposta é um verdadeiro divertimento. Agora podem estudar juntos também através do celular (faça download da app Brainly para Android e aqui para iOS) onde quer que estejam!

Sobre o Brainly.com

É um grupo de serviços de social learning cujo objetivo é criar um espaço online onde os alunos podem estudar juntos, trocar ideias e ao mesmo tempo conhecer pessoas novas. O primeiro serviço foi criado em 2009 e rápidamente ganhou popularidade tanto entre os alunos como entre os professores. Neste momento ao grupo pertencem os seguintes portais: Zadane.pl (Polônia), Znanija.com (Rússia, Ucrânia e outros países russófonos), E-aufgabe.de (Alemanha), Misdeberes.es (Espanha, México e América do Sul), NosDevoirs.fr (França), Eodev.com (Turquía) e Brainly.com.br (Brasil e Portugal). 


..............................................

Fica a Dica criaanças!



Uma Besteira Intergalática!

No post anterior eu disse que nesse ano de 2013 eu pretendia escrever com mais frequência aqui nesse meu blog pessoal. Como esse post anterior é de janeiro e eu só estou escrevendo agora no final de agosto, você já deve imaginar que eu não estou conseguindo fazer isso.. 

Desculpas a parte, resolvi fazer essa postagem pra falar um pouco sobre o meu outro projeto que eu coloquei em andamento desde abril deste ano. Um outro blog, mas não um blog como este. Um blog que tem o único objetivo de publicar as minhas Histórias em Quadrinho, que eu dei o nome de "Besteira Intergalática", e por isso o blog tem esse mesmo nome... Histórias que eu criei durante quase toda a minha adolescência com a colaboração do meu irmão no início.


Tudo começou no ano de 2002, eu tinha 15 anos e estava na 8ª série. Eu sei, com 15 anos eu já devia estar no 1º ano do Ensino Médio... Mas em Curuçá, e acredito que em outros interiores, naquela época isso depende do mês que você faz aniversário... Eu faço em Setembro, dia 9 (vou querer presente!) e por isso eu tive que repetir a alfabetização porque era "muito novo" pra ir pra 1ª série, e isso gerou o meu "atraso" de um ano... Não sei porque estou explicando isso, pois não vem ao caso!

Pois bem, na oitava série eu tinha a péssima mania de riscar nos meus livros didáticos, (crianças, não façam isso em casa) eu pegava todas as imagens e colocava uns balões dizendo coisas que eu achava engraçado, por exemplo: No meu livro de português, que era o livro que eu mais gostava de riscar porque tinha mais imagens, eu lembro que tinha um desenho de um velhinho sentado num banco desses de praça. Eu desenhei uma plaquinha no banco atrás dele escrito: "Tinta Fresca". E um balãozinho de pensamento no velho: "Acho que eu me caguei"... 

Os meus colegas ficavam lendo e se mantando de rir com essas besteiras que eu fazia, e eu achava isso legal, pois eu fazia porque EU achava isso engraçado e depois os meus amigos também acabavam achando. É uma sensação boa, ver algo que você criou causando esse efeito nas pessoas.

Eu também desenhava uns bonequinhos iguais aqueles que a gente faz no jogo da forca interagindo com as imagens que já vinham nos livros, em situações engraçadas. Esse bonequinho aparecia com tanta frequência e era tão doido que um dos meus amigos apelidou ele de "Bonequinho Fresco". hahahahaha 


Esse bonequinho, foi portanto o primeiro personagem da minha história que nessa época eu ainda nem pensava que um dia fosse fazer... 

Era divertido, e todo dia na escola os meus colegas pegavam os meus livros por causa dos desenhos e ficavam lendo e rindo! Então chegou o final do ano, e no final do ano a escola pede pra gente devolver os livros para os alunos que entrarão no ano seguinte pra oitava série... Muita gente nem devolvia, acho que nem era tão obrigatório assim, e o meu livro estava completamente riscado e eu fiquei com medo da diretora mandar eu pagar livros novos!

Aí eu pensei: Ou eu não devolvo e deixo os livros guardados em casa pegando traças. Ou eu devolvo e corro o risco de ter que comprar livros novos pra escola. Mas se eu escolhesse a segunda opção eu seria considerado pelos meus amigos por ter coragem de devolver o livro naquelas condições. E mais, outros alunos da escola leriam aquelas besteiras e o livro poderia seguir esse ciclo e assim várias pessoas conheceriam o meu "trabalho"... Foi o que eu fiz, devolvi os livros na maior cara de pau, e felizmente ninguém notou... 

No ano seguinte (2003), quando eu já estava em outra escola cursando o Ensino Médio, eu ainda tive notícias do meu antigo livro de português. Um amigo meu, que morava perto de casa, veio me perguntar sobre o livro - Ele sabia que era meu porque na contracapa dos livros didáticos tinha um espaço pra você colocar o seu nome, o nome da escola e o ano - Ele disse que foi ele que recebeu esse livro, mas que trocou com um outro colega que gostou de toda aquela doidisse kkkkkkkk ... 

Essa foi a última notícia que eu tive dos livros, se alguém que está lendo esse texto agora for o atual dono, por favor entre em contato pois eu pretendo comprá-los de volta para fazer uma exposição desse marco inicial da minha HQ em algum museu shuhuashsushushuhuaa .. 

Ainda em 2003, certo dia bateu o tédio e eu senti falta de passar o tempo zoando com os meus livros didáticos então eu tive a ideia de fazer uma história em quadrinhos partindo do zero. Foi então que eu criei os meus três primeiros personagens. Seria mais uma clássica história do bem contra o mal, então eu fiz logo um vilão e um de seus capangas e um herói... O CARA OTÁRIO DO MAL QUE SE TRANSFORMA EM ÁGUA que depois vira a ser chamado apenas "DUMAL", seu capanga o CABEÇUDO e o CARA OTÁRIO DO BEM QUE TEM PODER que depois viria a ser chamado apenas "DUBEM"... Assim como esses, muitos outros personagens viriam a seguir.


Então eu comecei a desenhar as histórias, sendo que eu sempre gostei de desenhar mas nunca fui de desenhar muito bem. Fui fazendo, então o meu irmão Robert começou a me ajudar a fazer as histórias também. 

Ele criou personagens que foram muito importantes na continuidade dessa história, como por exemplo o LÉZO, e também o ROBÔ e ainda muitos outros que apareceriam mais pra frente, heróis e vilões. Assim como outros dos meus irmãos também participaram criando personagens pra minha história, o Rhonald, que também tinhas as suas próprias histórias; o Rodrigo; e até a Lorena, minha irmã mais nova que na época que eu comecei as histórias devia ter uns 6 anos.


Assim como eu criei, com a ajuda dos meus irmãos, vários personagens. Eu também aproveitei aquele "Bonequinho Fresco" lá do tempo da oitava série para caracterizar pessoas comuns sem muita importância no decorrer dos fatos. Eles são pessoas genéricas, um tipo de figurantes. Mas aparecem com frequência, e alguns chegam até a ser importantes de uma certa forma.

No inicio a gente fazia as histórias alternadamente, eu fazia algumas páginas e o Robert dava continuidade fazendo mais algumas páginas e assim sucessivamente. Uma forma muito divertida de passar o tempo nas férias!

As férias acabaram, meu irmão voltou pra Belém e eu continuei fazendo as histórias sozinho daí em diante, lá em Curuçá onde eu morava na época... Era bacana fazer isso, mesmo sozinho porque depois os meus irmãos iam ler... Era a mesma sensação de quando eu desenhava nos livros didáticos. O Rhonald ficava horas em casa lendo as histórias... 

Quando eu vim morar pra Belém, os cadernos com as histórias ficaram todos lá em Curuçá (menos um que está perdido até hoje...). E sempre que eu ia pra lá eu dava continuidade do ponto que eu tinha parado na ultima vez... Assim a frequência diminuiu bastante, por causa do pouco tempo que eu tinha pra fazer e também por causa de um pouco de preguiça minha. Pra se ter uma ideia, a ultima parte da história que eu comecei a fazer em 2006, ano que me mudei para Belém, ainda não está finalizada... Mas, a Lorena continuava lendo sempre!

E eu sempre pensava: "Um dia eu vou pegar tudo isso e colocar tudo na internet"... E esse dia chegou, em abril deste ano, dez anos depois do início dessa História.

Eu comprei a minha impressora multifuncional, uma resma de papel, uma caixa de lápis de cor com todas as cores (apesar de não usar muito), um apontador, canetas pretas.. Então eu criei o blog no xpg, e nesse momento eu tive que pensar em um título para a história, que eu passei dez anos chamando de "minha história"... 

Foi então que surgiu o nome "Besteira Intergalática"... Primeiro porque é uma Besteira, ou seja, quando você for ler não leve nada a sério, não prenda-se às regras do português, e nem a nada! Esse é um universo completamente novo e muitas coisas fogem à realidade e ao senso do ridículo!  kkkkk ..

"Intergalática" tem dois significados: O primeiro significa que é uma besteira muito grande, intergalática! Sempre com muito Humor. O Humor é algo intrínseco a essa HQ ele ocorre naturalmente, mas não obrigatoriamente. Não pense que irá morrer de rir ao ler todos os capítulos. O objetivo principal é contar uma história. E essa história é inspirada em muitas outras coisas, a maior referência de todas é Dragon Ball Z, mas você perceberá que não se limita apenas a isso! O segundo, tem um pouco a ver com o ambiente das histórias que não se restringe apenas ao nosso universo conhecido. 

E agora eu estou trazendo todas essas minhas histórias para o ambiente virtual, recontando desde o início lá em 2003, mas acrescentando coisas atuais e fazendo críticas bem humoradas (e mal humoradas kkk) a tudo! ... E disponibilizando para qualquer um que quiser ler... Qualquer pessoa no mundo todo poderá baixar os arquivos ou ler online, desde que entenda o português.

Já postei 12 capítulos, e pretendo continuar até publicar toda a história. Conheça esse meu novo projeto acessando o blog "Besteira Intergalática" clicando neste link >>> http://besteiraintergalatica.xpg.uol.com.br/ . Depois me diga o que você achou. Se não gostou, guarde pra você!! auhsuhsu

Lá no outro blog eu assino apenas como "Desenhista", porque é como se esse "Desenhista" fosse mais um dos personagens da história, mais pra frente você entenderá melhor isso que eu tô falando... Ah! É importante que você leia na ordem!! Valeu galera!

Um forte abraço do seu amigo,

 - Raul Neves -